segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Novidades "Editorial Bizâncio"


Título: O Médico de Córdova
Autor: Herbert Le Porrier
Colecção: Ilhas Encantadas, 5
ISBN: 978-972-53-0036-7
Págs.: 288
Preço: Euros 11,79 / 12,50
Género: Romance

Sinopse: Em Córdova, na Andaluzia, numa pequena praça do bairro da Judiaria, o turista ainda hoje pode ver o busto em bronze de uma personagem de rosto emaciado e olhar de águia: a inscrição diz-nos que se trata de Moisés Maimónides, médico judeu, nascido em 1135 nessa cidade, na época em que ela atingira o seu apogeu. Ali viviam em harmonia árabes, cristãos e judeus, oferecendo ao mundo um modelo nunca mais igualado de civilização e de tolerância. Aos doze anos, o jovem Moisés Maimónides tornar-se-ia discípulo do grande pensador árabe Averróis, antes de se apaixonar pelo estudo da medicina. Aquele a quem os escolásticos cristãos dariam o nome de «Águia da Sinagoga» por ter tentado, antes de Tomás de Aquino, conciliar a Bíblia e Aristóteles, foi forçado ao exílio devido ao fanatismo dos novos conquistadores árabes. A partir dos treze anos experimentou uma longa errância em redor do litoral mediterrânico. Expulso da Palestina pelos Cruzados, acabou os seus dias no Cairo, como médico e amigo do sultão Saladino, e também enquanto médico dos pobres. Morreu em 1204, tendo deixado uma obra filosófica e científica que iria brilhar ao longo dos séculos por todo o Ocidente.

O Médico de Córdova é o romance da sua vida apaixonante.



Título: A Ética da Crença
Autor: W. K Clifford / William James / Alvin Plantinga / Desidério Murcho (org.)
ISBN: 978-972-53-0458-7
Págs.: 208
Preço: Euros 11,79 / 12,50
Género: Filosofia

Sinopse: Muitos descrentes pensam que há algo de errado em crer em Deus sem provas; muitos crentes pensam que não há nada de errado. Quem tem razão? Este é o problema central de uma área importante da filosofia da religião chamada «ética da crença». Este livro apresenta três textos sobre o tema: os clássicos de W. K. Clifford e de William James, que deram origem à discussão actual, e um texto de Alvin Plantinga, um dos mais importantes filósofos da religião. O quarto texto, do organizador, fornece os instrumentos necessários para que forme a sua própria opinião, assim como uma análise do conceito de fé. De máximo interesse para professores e para estudantes de Filosofia, e também de Religião, este livro é de leitura obrigatória para qualquer pessoa interessada em reflectir cuidadosamente sobre a crença religiosa.





Título: Feitos para a Bondade
Subtítulo: E a razão por que isto faz toda a diferença
Autor: Desmond Tutu e Mpho Tutu
Colecção: Vidas, 30
ISBN: 978-972-53-0459-4
Preço: Euros 11,79/ 12,50
Págs.: 208
Género: Autobiografia

«Apesar do imenso trauma e da crueldade de que foi vítima na África do Sul, o arcebispo Tutu transmite amor e felicidade. Este livro é uma espantosa dádiva ao mundo e ajudar-nos-á a todos a celebrar a nossa bondade e identidade.»

Sir Richard Branson, fundador e presidente do grupo Virgin.

Sinopse: Ao longo dos anos algumas questões têm sido colocadas ao arcebispo Desmond Tutu, laureado com o Nobel da Paz e veterano do movimento que pôs fim ao apartheid na África do Sul: «Como pode ter tanta esperança depois de presenciar tanta maldade?» «Como pode ter tanta certeza de que o bem afinal triunfará?» Este livro é a sua resposta. Hoje, mais do que em qualquer outro momento da História, o nosso mundo precisa desta mensagem: somos feitos para a bondade e cabe-nos cumprir este nosso destino. Podemos agora apreciar a espiritualidade de Desmond Tutu e ter uma compreensão mais ampla do homem por detrás de uma vida de bondade. Nesta tão íntima e pessoal partilha dos seus sentimentos, escrita com a sua filha, Mpho Tutu, Desmond Tutu prende os leitores com histórias da sua vida e com macabras recordações do seu trabalho nos mais obscuros lugares do mundo.

Título: O Olimpo dos Desventurados
Autor: Yasmina Khadra
Colecção: Montanha Mágica, 54
ISBN: 978-972-53-0460-0
Págs.: 224
Preço: Euros 11,79 / 12,50
Género: Romance

Sinopse: O Olimpo dos Desventurados é um descampado entalado entre uma lixeira pública e o mar, onde se decompõem ao sol deuses caídos. Ach, o Zarolho, que sabe melhor do que ninguém enaltecer os mendigos; Júnior, o Pataroco; Mama, a Fantasmagórica; o Paxá e a sua corte de bebedolas, e muitas outras personagens, tão obscuras como sedutoras. É uma terra de miragens e de grande solidão em que se engolem todas as vergonhas e se calam os mais horríveis segredos.

Nesta viagem filosófica, Yasmina Khadra propõe-nos uma escala pelo universo dos miseráveis; um universo feito de ternura e de burlesco, de sonhos inverosímeis e de possessões abusivas onde surgem, por vezes, interrogações pungentes sobre a Mentira e a Culpabilidade.

1 comentário:

Prazer da Leitura disse...

Olá

Passatempo novo no Prazer da Leitura
http://oprazerdaleitura.webnode.com.pt/

Toca a participar :)

Bjs
Bruna
Prazer da leitura