terça-feira, 25 de setembro de 2012

O Pior Livro – “Manhãs Gloriosas” de Diana Peterfreund


A Paula, do blog “Viajar pela Leitura”, blog que muito prezo, simpaticamente aceitou o meu convite para nomear o pior livro que leu até ao presente e o seu mimo vai para o livro “Manhãs Gloriosas” de Diana Peterfreund, baseado no argumento de Aline Brosh McKenna.

O Pior Livro
Eis as suas considerações:

Ora aqui está um livrinho que não aconselho a ninguém! Uma leitura que foi um verdadeiro suplício! E porque não desisti eu? Porque foi uma leitura proposta para o grupo de leitura conjunta no Destante. E para poder comentar, lá fiz eu este imenso sacrifício.

Temos então Becky, uma jornalista  que vê o seu sonho - ser produtora executiva - ir por água abaixo quando é despedida da estação onde trabalha.

Depois de alguma procura de emprego por parte da nossa personagem, é claro que ela consegue uma vaga como produtora executiva. É lógico que vai encontrar dificuldades e entraves ao seu sucesso, mas todos sabemos que vai conseguir e até o dito programa terá estrondosos níveis de audiência. Pois é isso que se espera deste romance, tão previsível que era até desnecessário lermos na sua totalidade!

As personagens são fracas, os acontecimentos não convencem o leitor e o discurso entre os personagens é, por vezes, hilariante e descabido!

Este é daqueles livros que não acrescenta nada à nossa vida, a não ser mesmo um par de horas de tédio durante a sua leitura.

2 comentários:

Elsar disse...

o livro é o filme, por completo, cada frase, cada cena.
nada muda.

Cristina Torrão disse...

Olha, e com tão bons atores...
Mas a previsibilidade, seja em livro, seja em filme, pode dar cabo até de uma ideia inicial boa.