sexta-feira, 4 de setembro de 2015

OLX, Custo Justo e Afins. Burlas. CUIDADO!!!

Como milhares de pessoas honestas, eu também coloquei e coloco actualmente algumas das "coisas" que tenho por casa e que não lhe acho serventia. São produtos em perfeito estado, alguns deles de colecção.

Bom, alguns desses artigos são telemóveis e portáteis e comecei-me a dar conta de e-mails estranhos a oferecer até mais do que aquilo que eu pedia. O estratagema é diverso, mas e geralmente oferecem mais dinheiro do que pedimos e solicitam que enviemos o produto para o estrangeiro, pagando eles por paypal. Pelo que descobri, a pessoa indica o endereço de paypal e eles enviam um mail com a indicação de pagamento, só que esse e-mail é falsificado e a pessoa quando constata que nada receberá, já enviou o artigo e fica-se sem o artigo e sem o dinheiro.

Pessoalmente já me fizeram essa proposta, mas achei estranho os mails e a pressa que tinham em que eu enviasse o artigo. Andei a investigar e deparei-me com centenas de pessoas a queixarem-se disso.

No entanto agora há um esquema que ainda é mais perigoso e cujos burlões são portugueses ou pelo menos feitos aqui em Portugal.

Colocamos o artigo à venda e eles enviam uma mensagem a referir que estão interessados. Obviamente que a ideia é vender e como pessoas honestas, pensamos que do outro lado se passa o mesmo. ENGANO!

O pretendido é que nós enviemos o nosso NIB/IBAN como desculpa para fazerem o pagamento por transferência bancária e a partir do momento em que isso sucede, corremos simplesmente o risco de alguém começar a pagar contas através do nosso NIB.

A partir de de Agosto de 2014, devido a uma harmonização bancária na União Europeia, as Autorização de Débito Directo são concedidas pelo devedor directamente ao credor, sem interferência da entidade bancária. Ou seja, basta qualquer pessoa apresentar um NIB qualquer para começar fazer um pagamento de Débito Directo sem que a instituição credora confirme se o NIB é dessa pessoa. Deveras estranho, mas verdade. A partir desse momento o burlão fica com o artigo e o dano passa para o dono do NIB. Claro que quando se constata que se foi burlado, pode-se reclamar e solicitar o reembolso das quantias indevidamente debitadas, uma vez que não existe um contrato acessório a autorizar qualquer transferência, no entanto e para além do trabalho que isso dá, já o burlão tem o artigo e apanhá-lo é difícil.

E essa tentativa tem-me sido feita quase diariamente por mail e mensagens. Solicitam o NIB para fazer a transferência, referindo que pretendem o artigo. Eu tenho-os desmascarados pedindo-lhes a morada primeiro e face à recusa, digo que envio à cobrança e que eles pagam apenas os portes, os custos da cobrança são suportado por mim, mas mesmo assim insistem e dizem que primeiro querem pagar por transferência bancária.

O OLX e o Custo Justo estão apinhados de burlões com esse esquema.

Por isso não divulguem o vosso NIB em nenhuma condições.

Façam como eu, só recebo e efectuo pagamentos por PayPal. É simples e muito fácil e quem for honesto, não vai ter qualquer desculpa tipo "não tenho conta", "não sei mexer nisso", etc.

CUIDADO!!!

2 comentários:

Joana C. disse...

Boas!
Por acaso não sabia que dava para fazer o pagamento dessa maneira. Através do paypal. Será que podias explicar sff? Se o soubesse já tinha usado isso à mais tempo.

Miguel Chaica disse...

Olá Joana.
É simples.
Tens paypal, certo? Para te fazerem um pagamento tens de fornecer o endereço electrónico que está associado à tua conta de paypal. É só isso.
Depois quem paga faz a transferência do valor, através do paypal dele, para a tua conta e o dinheiro surge, acho que 24 horas depois, na tua conta de paypal.
Depois só tens que solicitar que o sistema faça a transferência para o teu nib.
É muito simples.
Mas nota que pagas sempre uma comissão que depende do valor a transferir mas que oscila entre os 2 a 5€. Mas sempre é preferível a que estar sujeito a burlas.