quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Booking Through Thursday — Algo Velho, Algo Novo

A Pergunta desta semana é:

Com tudo o resto igual, pre­fe­res livros usa­dos ou livros novos? A tua pre­fe­rên­cia faz-​te esta­be­le­cer uma dife­rença entre um nor­mal livro usado e um exem­plar novo, com capa de couro?

Sinceramente, é-me indiferente!

Não aprecio ler aqueles livros já muito usados, velhos, que estão a desfazer-se. Esses nem a 0,01€ eu os compro, mas de resto até procuro os alfarrabistas para encontrar muitos livros que não se encontram nas livrarias ou cujas edições sejam de colecção ou raras.

Por falar nisso, colecciono livro antigos em capa em couro. Tenho alguns e mais antigo data de 1802. Não faço ideia se têm valor, mas adquiri-os em alfarrabistas ou feiras de rua e tenho casos que mos ofereceram.

Agora entre novo e velho? Não tenho preferências!

3 comentários:

WhiteLady3 disse...

Tenho alguns com a capa dura e letras douradas. :) Alguns pertenciam aos meus pais e são de autores portugueses, outros encontrei-os há coisa de 2 ou 3 anos em casa dos meus avós que não sabiam o que fazer com eles. Contam-se autores como Boccaccio, Shakespeare, Stendhel se não estou em erro, clássicos que não fazia ideia os meus avós pudessem ter! Claro está, que fiquei com eles. Por acaso não reparei no ano em que foram impressos, mas considero-os desde já um pequeno tesouro. :)

Iceman disse...

Eu há muito que gosto de livros antigos e tenho pena que a "comunidade" de coleccionadores de livros antigos seja tão fechada. Um pouco como no filme "A Nona Porta".

Mas referi esses mais antigos, no entanto tenho alguns tesouros que até sei terem valor monetário elevado. Por exemplo, tenho "O conde de monte cristo" numa edição de 1940 de uma editora que pouco se aguentou. Tenho vários livros de uma colecção dos anos 50 de Julio Verne e outros de edições dos anos 20 e 30.

No entanto, mais do que o valor deles, o que gosto é da sua antiguidade.

Paula disse...

Gosto muito de livros antigos, amarelecidos, mas que não se estejam a desfazer.
Os mais antigos que tenho, os tais clássicos de que falei no meu post, sempre que pego num para ler tenho de os colocar a arejar :P ou então é tal espirrar!!

Pois é...
Eu sublinho os livros, a minha filhota de 7 anos que já está a terminar de ler o seu primeiro livro "Pequenos contos" também sublinha, diz que é para fazer como a mãe :) claro que fico toda contente.
A mais velha (11 anos) lê, mas tenho de a lembrar da leitura, mas acho engraçado é que sempre que estou a ler ela pergunta-me do que trata o livro.
Ah e também adoram fazer-me marcadores.
:)